Trabalho X coração – afinal, o sentimento ajuda ou atrapalha a motivação profissional?

Trabalho X coração – afinal, o sentimento ajuda ou atrapalha a motivação profissional?

As pesquisas mostram cada vez mais que pessoas felizes produzem mais – nunca as empresas se preocuparam tanto com o bem-estar de seus colaboradores como agora por conta disso. Passamos a maior parte do tempo da nossa vida trabalhando, muitas vezes dentro das empresas, então, de verdade, não tem como ser feliz sem estar bem não só no ambiente de trabalho mas também na sua escolha profissional.

Na contramão disso, ainda conheço empresas que simplesmente proíbem que colaboradores se relacionem ou namorem – e não entendo como elas podem se colocarem contra um sentimento que resulta em felicidade e bem-estar…

Costumo dizer que amor é tornar seu trabalho visível. E quando falamos de amor, não tem como a gente separar e proibir o amor entre um casal – amor é amor! E amor e trabalho PRECISAM andar de mãos dadas sempre e para sempre!

Viva o amor no seu trabalho, no dia-a-dia. Não sinta apenas o amor, mas fale dele e faça coisas amorosas. Se não há ação, não há transformação – lembre-se sempre disso.

Antes de sermos colaboradores ou donos de uma empresa, somos seres humanos, e o novo conceito que está bombando hoje em dia são, justamente, as empresas humanizadas. Uma empresa existe graças a estas humanidades, a estas pessoas. Pensando assim, toda empresa tem que ter amor.

O amor gera resultados – quando existe amor, somos mais específicos e, ao mesmo tempo, temos uma visão mais ampla e, muitas vezes, estratégica. O amor nos dá a permissão de saber que todos são capazes, pois todos temos qualidades e objetivos, e o amor nos faz solicitar o melhor de cada pessoa. O amor torna os profissionais menos paternalistas ou imaturas, pois requer comprometimento e posicionamento, sem abuso de poder ou imposição.

Meu desejo à você é que você possa começar a viver o amor em fazer o seu melhor todos os dias!

Deixe uma resposta